Resumo

Concluído

Neste módulo, aprendeu a solicitar dados de diversas origens de dados e para o Power BI. Pode solicitar dados de ficheiros, bases de dados relacionais, cubos, aplicações baseadas na cloud, sites e muito mais. Obter dados de diferentes origens de dados requer tratar cada origem de dados de forma diferente. Por exemplo, os dados no Microsoft Excel devem ser solicitados de uma tabela Excel. Normalmente, as bases de dados relacionais têm limites de tempo de consultas. Pode ligar a cubos com a opção Ligar em direto, que lhe permite ver alterações a dados em tempo real.

É importante selecionar o modo de armazenamento correto para os seus dados. Precisa que os elementos visuais interajam rapidamente mas não se importa de, possivelmente, atualizar os dados quando a origem de dados subjacente for alterada? Se for o caso, selecione Importar para importar os dados para o Power BI. Se preferir ver atualizações aos dados assim que estas ocorrem, sacrificando o desempenho de interatividade, selecione Consulta Direta para os seus dados.

Além disso, aprendeu a resolver problemas de desempenho e erros de importação de dados. Aprendeu que o Power BI lhe dá as ferramentas para identificar onde podem existir problemas de desempenho. Erros de importação de dados podem ser alarmantes no início, mas como pode ver, a resolução é fácil de implementar.