Opções de configuração do runtime para coleta de lixo

Esta página contém informações sobre as configurações do GC (coletor de lixo) do runtime do .NET. Se você estiver tentando alcançar desempenho máximo com um aplicativo em execução, considere usar essas configurações. No entanto, os padrões fornecem um desempenho ideal para a maioria dos aplicativos em situações típicas.

As configurações são organizadas em grupos nesta página. As configurações dentro de cada grupo normalmente são usadas em conjunto umas com as outras para obter um resultado específico.

Observação

  • Essas configurações também podem ser alteradas dinamicamente pelo aplicativo enquanto ele está em execução, portanto, todas as opções de configuração definidas podem ser substituídas.
  • Algumas configurações, como o nível de latência, normalmente são definidas apenas por meio da API em tempo de design. Essas configurações são omitidas desta página.
  • Quando aos valores numéricos, use notação decimal para configurações no arquivo runtimeconfig.json e notação hexadecimal para configurações de variáveis de ambiente. Para valores hexadecimal, você pode especificá-los com ou sem o prefixo "0x".
  • Se você estiver usando as variáveis de ambiente, o .NET 6 padronizará o prefixo DOTNET_ em vez de COMPlus_. No entanto, o prefixo COMPlus_ continuará funcionando. Se você estiver usando uma versão anterior do runtime do .NET, ainda deverá usar o prefixo COMPlus_, por exemplo, COMPlus_gcServer.

Maneiras de especificar a configuração

Para outras versões do runtime do .NET, há maneiras diferentes de especificar os valores de configuração. A tabela a seguir mostra um resumo.

Local da configuração Versões do .NET a que este local se aplica Formatos Como ele é interpretado
Arquivo runtimeconfig.json .NET Core n n é interpretado como um valor decimal.
Variável de ambiente .NET Framework, .NET Core 0xn ou n n é interpretado como um valor hexadecimal em qualquer formato
app.config file .NET Framework 0xn n é interpretado como um valor hexadecimal1

1 Você pode especificar um valor sem o prefixo 0x para a configuração de um arquivo app.config, mas isso não é recomendado. No .NET Framework 4.8 (e versões posteriores), devido a um bug, um valor especificado sem o prefixo 0x é interpretado como hexadecimal, mas nas versões anteriores do .NET Framework, ele é interpretado como decimal. Para evitar a necessidade de alterar a configuração, use o prefixo 0x ao especificar um valor no arquivo app.config.

Por exemplo, a fim de especificar 12 heaps para GCHeapCount para um aplicativo do .NET Framework chamado A.exe, adicione o XML a seguir ao arquivo A.exe.config.

<?xml version="1.0" encoding="utf-8" ?>
<configuration>
    ...
    <runtime>
        <gcServer enabled="true"/>
        <GCHeapCount>0xc</GCHeapCount>
    </runtime>
</configuration>

Tanto para o .NET Core quanto para o .NET Framework, você pode usar variáveis de ambiente.

No Windows, usando o .NET 5 ou uma versão posterior:

SET DOTNET_gcServer=1
SET DOTNET_GCHeapCount=c

No Windows, usando o .NET Core 3.1 ou versão anterior:

SET COMPlus_gcServer=1
SET COMPlus_GCHeapCount=c

Em outros sistemas operacionais:

Para .NET 5 ou versões posteriores:

export DOTNET_gcServer=1
export DOTNET_GCHeapCount=c

Para .NET Core 3.1 e versões anteriores:

export COMPlus_gcServer=1
export COMPlus_GCHeapCount=c

Somente para .NET Core, você pode definir o valor no arquivo runtimeconfig.json.

{
  "runtimeOptions": {
   "configProperties": {
      "System.GC.Server": true,
      "System.GC.HeapCount": 12
   }
  }
}

Variantes de coleta de lixo

As duas principais variantes de coleta de lixo são o GC da estação de trabalho e o GC do servidor. Para obter mais informações sobre as diferenças entre os dois, confira Coleta de lixo da estação de trabalho e do servidor.

As subvariantes da coleta de lixo são o GC em segundo plano e o GC não simultâneo.

Use as seguintes configurações para selecionar as variantes de coleta de lixo:

Estação de trabalho vs. servidor

  • Configura se o aplicativo usa a coleta de lixo da estação de trabalho ou a coleta de lixo do servidor.
  • Padrão: coleta de lixo da estação de trabalho. Isso é equivalente a definir o valor como false.
Nome da configuração Valores Versão introduzida
runtimeconfig.json System.GC.Server false – Estação de trabalho
true – Servidor
.NET Core 1.0
Propriedade do MSBuild ServerGarbageCollection false – Estação de trabalho
true – Servidor
.NET Core 1.0
Variável de ambiente COMPlus_gcServer 0 – Estação de trabalho
1 – Servidor
.NET Core 1.0
Variável de ambiente DOTNET_gcServer 0 – Estação de trabalho
1 – Servidor
.NET 6
app.config para .NET Framework GCServer false – Estação de trabalho
true – Servidor

Exemplos

Arquivo runtimeconfig.json:

{
   "runtimeOptions": {
      "configProperties": {
         "System.GC.Server": true
      }
   }
}

Arquivo de projeto:

<Project Sdk="Microsoft.NET.Sdk">

  <PropertyGroup>
    <ServerGarbageCollection>true</ServerGarbageCollection>
  </PropertyGroup>

</Project>

GC em segundo plano

  • Configura se a coleta de lixo em segundo plano (simultânea) está habilitada.
  • Padrão: usar o GC em segundo plano. Isso é equivalente a definir o valor como true.
  • Para obter mais informações, confira Coleta de lixo em segundo plano.
Nome da configuração Valores Versão introduzida
runtimeconfig.json System.GC.Concurrent true – GC em segundo plano
false – GC não simultâneo
.NET Core 1.0
Propriedade do MSBuild ConcurrentGarbageCollection true – GC em segundo plano
false – GC não simultâneo
.NET Core 1.0
Variável de ambiente COMPlus_gcConcurrent 1 – GC em segundo plano
0 – GC não simultâneo
.NET Core 1.0
Variável de ambiente DOTNET_gcConcurrent 1 – GC em segundo plano
0 – GC não simultâneo
.NET 6
app.config para .NET Framework gcConcurrent true – GC em segundo plano
false – GC não simultâneo

Exemplos

Arquivo runtimeconfig.json:

{
   "runtimeOptions": {
      "configProperties": {
         "System.GC.Concurrent": false
      }
   }
}

Arquivo de projeto:

<Project Sdk="Microsoft.NET.Sdk">

  <PropertyGroup>
    <ConcurrentGarbageCollection>false</ConcurrentGarbageCollection>
  </PropertyGroup>

</Project>

Gerenciar uso de recurso

Use as seguintes configurações para gerenciar a memória do coletor de lixo e o uso do processador:

Para obter mais informações sobre algumas dessas configurações, confira a entrada de blog Meio termo entre o GC da estação de trabalho e do servidor.

Contagem de heaps

Nome da configuração Valores Versão introduzida
runtimeconfig.json System.GC.HeapCount Valor decimal .NET Core 3.0
Variável de ambiente COMPlus_GCHeapCount Valor hexadecimal .NET Core 3.0
Variável de ambiente DOTNET_GCHeapCount Valor hexadecimal .NET 6
app.config para .NET Framework GCHeapCount Valor decimal .NET Framework 4.6.2

Exemplo:

{
   "runtimeOptions": {
      "configProperties": {
         "System.GC.HeapCount": 16
      }
   }
}

Dica

Se você estiver definindo a opção em runtimeconfig.json, especifique um valor decimal. Se você estiver definindo a opção como uma variável de ambiente, especifique um valor hexadecimal. Por exemplo, para estabelecer o limite de 16 heaps, os valores a serem preenchidos seriam 16 no arquivo JSON e 0x10 ou 10 na variável de ambiente.

Máscara de criar afinidade

  • Especifica os processadores exatos que os threads do coletor de lixo devem usar.
  • Se a afinidade do processador de GC estiver desabilitada, essa configuração será ignorada.
  • Aplica-se somente à coleta de lixo do servidor.
  • O valor é uma máscara de bits que define os processadores que estão disponíveis para o processo. Por exemplo, o valor 1023 em decimal (ou 0x3FF ou 3FF em hexadecimal, se você estiver usando a variável de ambiente) corresponde a 0011 1111 1111 em notação binária. Isso especifica que os primeiros 10 processadores devem ser usados. Para especificar os próximos 10 processadores, ou seja, processadores 10-19, especifique o valor 1047552 em decimal (ou 0xFFC00 ou FFC00, em hexadecimal), que corresponde ao valor binário 1111 1111 1100 0000 0000.
Nome da configuração Valores Versão introduzida
runtimeconfig.json System.GC.HeapAffinitizeMask Valor decimal .NET Core 3.0
Variável de ambiente COMPlus_GCHeapAffinitizeMask Valor hexadecimal .NET Core 3.0
Variável de ambiente DOTNET_GCHeapAffinitizeMask Valor hexadecimal .NET 6
app.config para .NET Framework GCHeapAffinitizeMask Valor decimal .NET Framework 4.6.2

Exemplo:

{
   "runtimeOptions": {
      "configProperties": {
         "System.GC.HeapAffinitizeMask": 1023
      }
   }
}

Intervalos de criar afinidade

Nome da configuração Valores Versão introduzida
runtimeconfig.json System.GC.HeapAffinitizeRanges Lista separada por vírgulas de números de processadores ou intervalos de números de processadores.
Exemplo do Unix: "1-10,12,50-52,70"
Exemplo do Windows: "0:1-10,0:12,1:50-52,1:70"
.NET Core 3.0
Variável de ambiente COMPlus_GCHeapAffinitizeRanges Lista separada por vírgulas de números de processadores ou intervalos de números de processadores.
Exemplo do Unix: "1-10,12,50-52,70"
Exemplo do Windows: "0:1-10,0:12,1:50-52,1:70"
.NET Core 3.0
Variável de ambiente DOTNET_GCHeapAffinitizeRanges Lista separada por vírgulas de números de processadores ou intervalos de números de processadores.
Exemplo do Unix: "1-10,12,50-52,70"
Exemplo do Windows: "0:1-10,0:12,1:50-52,1:70"
.NET 6

Exemplo:

{
   "runtimeOptions": {
      "configProperties": {
         "System.GC.HeapAffinitizeRanges": "0:1-10,0:12,1:50-52,1:70"
      }
   }
}

Grupos de CPU

  • Configura se o coletor de lixo usa grupos de CPU ou não.

    Quando um computador Windows de 64 bits tem vários grupos de CPU, ou seja, há mais de 64 processadores, a permissão desse elemento estende a coleta de lixo para todos os grupos de CPU. O coletor de lixo usa todos os núcleos para criar e equilibrar heaps.

  • Aplica-se à coleta de lixo do servidor, somente em sistemas operacionais Windows de 64 bits.

  • Padrão: o GC não se estende a todos os grupos de CPU. Isso é equivalente a definir o valor como 0.

  • Para obter mais informações, confira Como melhorar a configuração da CPU para o GC em computadores com > 64 CPUs no blog da Maoni Stephens.

Nome da configuração Valores Versão introduzida
runtimeconfig.json System.GC.CpuGroup false -desabilitado
true – Habilitado
.NET 5
Variável de ambiente COMPlus_GCCpuGroup 0 -desabilitado
1 – Habilitado
.NET Core 1.0
Variável de ambiente DOTNET_GCCpuGroup 0 -desabilitado
1 – Habilitado
.NET 6
app.config para .NET Framework GCCpuGroup false -desabilitado
true – Habilitado

Observação

Para configurar o CLR (Common Language Runtime) a fim de também distribuir threads do pool de threads para todos os grupos de CPU, habilite a opção do elemento Thread_UseAllCpuGroups. Para aplicativos do .NET Core, você pode habilitar essa opção definindo o valor da variável de ambiente DOTNET_Thread_UseAllCpuGroups como 1.

Criar afinidade

  • Especifica se deve criar afinidade dos threads de coleta de lixo com os processadores. Criar afinidade com um thread do GC significa que ele só poderá ser executado em uma CPU específica. É criado um heap para cada thread do GC.
  • Aplica-se somente à coleta de lixo do servidor.
  • Padrão: criar afinidade dos threads de coleta de lixo com os processadores. Isso é equivalente a definir o valor como false.
Nome da configuração Valores Versão introduzida
runtimeconfig.json System.GC.NoAffinitize false – Criar afinidade
true – Não criar afinidade
.NET Core 3.0
Variável de ambiente COMPlus_GCNoAffinitize 0 – Criar afinidade
1 – Não criar afinidade
.NET Core 3.0
Variável de ambiente DOTNET_GCNoAffinitize 0 – Criar afinidade
1 – Não criar afinidade
.NET 6
app.config para .NET Framework GCNoAffinitize false – Criar afinidade
true – Não criar afinidade
.NET Framework 4.6.2

Exemplo:

{
   "runtimeOptions": {
      "configProperties": {
         "System.GC.NoAffinitize": true
      }
   }
}

Limite de heap

  • Especifica o tamanho máximo de confirmação, em bytes, para o heap e a contabilidade do GC.

  • Essa configuração só se aplica a computadores de 64 bits.

  • Essa configuração será ignorada se os Limites de heaps por objeto estiverem configurados.

  • O valor padrão, que se aplica apenas em determinados casos, é o maior entre 20 MB ou 75% do limite de memória no contêiner. O valor padrão se aplica se:

Nome da configuração Valores Versão introduzida
runtimeconfig.json System.GC.HeapHardLimit Valor decimal .NET Core 3.0
Variável de ambiente COMPlus_GCHeapHardLimit Valor hexadecimal .NET Core 3.0
Variável de ambiente DOTNET_GCHeapHardLimit Valor hexadecimal .NET 6

Exemplo:

{
   "runtimeOptions": {
      "configProperties": {
         "System.GC.HeapHardLimit": 209715200
      }
   }
}

Dica

Se você estiver definindo a opção em runtimeconfig.json, especifique um valor decimal. Se você estiver definindo a opção como uma variável de ambiente, especifique um valor hexadecimal. Por exemplo, para especificar um limite rígido de heap de 200 mebibytes (MiB), os valores seriam 209715200 para o arquivo JSON e 0xC800000 ou C800000 para a variável de ambiente.

Percentual de limite de heap

  • Especifica o uso permitido de heap do GC como um percentual do total de memória física.

  • Se System.GC.HeapHardLimit também estiver definido, essa configuração será ignorada.

  • Essa configuração só se aplica a computadores de 64 bits.

  • Se o processo estiver em execução dentro de um contêiner que tenha um limite de memória especificado, o percentual será calculado como uma porção desse limite de memória.

  • Essa configuração será ignorada se os Limites de heaps por objeto estiverem configurados.

  • O valor padrão, que se aplica apenas em determinados casos, é o maior entre 20 MB ou 75% do limite de memória no contêiner. O valor padrão se aplica se:

    • O processo está em execução dentro de um contêiner com limite de memória especificado.
    • System.GC.HeapHardLimit não está definido.
Nome da configuração Valores Versão introduzida
runtimeconfig.json System.GC.HeapHardLimitPercent Valor decimal .NET Core 3.0
Variável de ambiente COMPlus_GCHeapHardLimitPercent Valor hexadecimal .NET Core 3.0
Variável de ambiente DOTNET_GCHeapHardLimitPercent Valor hexadecimal .NET 6

Exemplo:

{
   "runtimeOptions": {
      "configProperties": {
         "System.GC.HeapHardLimitPercent": 30
      }
   }
}

Dica

Se você estiver definindo a opção em runtimeconfig.json, especifique um valor decimal. Se você estiver definindo a opção como uma variável de ambiente, especifique um valor hexadecimal. Por exemplo, para limitar o uso de heap em 30%, os valores a serem preenchidos seriam 30 no arquivo JSON e 0x1E ou 1E na variável de ambiente.

Limites de heaps por objeto

Você pode especificar o uso permitido de heaps no GC com base no número de heaps por objeto. Os diferentes heaps existentes são o LOH (heap de objetos grandes), o SOH (heap de objetos pequenos) e o POH (heap de objetos fixados).

  • Se especificar um valor para qualquer uma das configurações DOTNET_GCHeapHardLimitSOH, DOTNET_GCHeapHardLimitLOH ou DOTNET_GCHeapHardLimitPOH, você também deverá especificar um valor para DOTNET_GCHeapHardLimitSOH e DOTNET_GCHeapHardLimitLOH. Se não o fizer, o runtime não será inicializado.
  • O valor padrão de DOTNET_GCHeapHardLimitPOH é 0. DOTNET_GCHeapHardLimitSOH e DOTNET_GCHeapHardLimitLOH não têm valores padrão.
Nome da configuração Valores Versão introduzida
runtimeconfig.json System.GC.HeapHardLimitSOH Valor decimal .NET 5
Variável de ambiente COMPlus_GCHeapHardLimitSOH Valor hexadecimal .NET 5
Variável de ambiente DOTNET_GCHeapHardLimitSOH Valor hexadecimal .NET 6
Nome da configuração Valores Versão introduzida
runtimeconfig.json System.GC.HeapHardLimitLOH Valor decimal .NET 5
Variável de ambiente COMPlus_GCHeapHardLimitLOH Valor hexadecimal .NET 5
Variável de ambiente DOTNET_GCHeapHardLimitLOH Valor hexadecimal .NET 6
Nome da configuração Valores Versão introduzida
runtimeconfig.json System.GC.HeapHardLimitPOH Valor decimal .NET 5
Variável de ambiente COMPlus_GCHeapHardLimitPOH Valor hexadecimal .NET 5
Variável de ambiente DOTNET_GCHeapHardLimitPOH Valor hexadecimal .NET 6

Dica

Se você estiver definindo a opção em runtimeconfig.json, especifique um valor decimal. Se você estiver definindo a opção como uma variável de ambiente, especifique um valor hexadecimal. Por exemplo, para especificar um limite rígido de heap de 200 mebibytes (MiB), os valores seriam 209715200 para o arquivo JSON e 0xC800000 ou C800000 para a variável de ambiente.

Percentuais limites de heaps por objeto

Você pode especificar o uso permitido de heaps no GC com base no número de heaps por objeto. Os diferentes heaps existentes são o LOH (heap de objetos grandes), o SOH (heap de objetos pequenos) e o POH (heap de objetos fixados).

  • Se especificar um valor para qualquer uma das configurações DOTNET_GCHeapHardLimitSOHPercent, DOTNET_GCHeapHardLimitLOHPercent ou DOTNET_GCHeapHardLimitPOHPercent, você também deverá especificar um valor para DOTNET_GCHeapHardLimitSOHPercent e DOTNET_GCHeapHardLimitLOHPercent. Se não o fizer, o runtime não será inicializado.
  • Essas configurações são ignoradas se DOTNET_GCHeapHardLimitSOH, DOTNET_GCHeapHardLimitLOH e DOTNET_GCHeapHardLimitPOH são especificados.
  • O valor 1 indica que o GC usa 1% da memória física total para esse heap de objeto.
  • O valor deve ser maior que zero e menor que 100. Além disso, a soma dos três valores percentuais deve ser menor que 100. Caso contrário, o runtime não será inicializado.
Nome da configuração Valores Versão introduzida
runtimeconfig.json System.GC.HeapHardLimitSOHPercent Valor decimal .NET 5
Variável de ambiente COMPlus_GCHeapHardLimitSOHPercent Valor hexadecimal .NET 5
Variável de ambiente DOTNET_GCHeapHardLimitSOHPercent Valor hexadecimal .NET 6
Nome da configuração Valores Versão introduzida
runtimeconfig.json System.GC.HeapHardLimitLOHPercent Valor decimal .NET 5
Variável de ambiente COMPlus_GCHeapHardLimitLOHPercent Valor hexadecimal .NET 5
Variável de ambiente DOTNET_GCHeapHardLimitLOHPercent Valor hexadecimal .NET 6
Nome da configuração Valores Versão introduzida
runtimeconfig.json System.GC.HeapHardLimitPOHPercent Valor decimal .NET 5
Variável de ambiente COMPlus_GCHeapHardLimitPOHPercent Valor hexadecimal .NET 5
Variável de ambiente DOTNET_GCHeapHardLimitPOHPercent Valor hexadecimal .NET 6

Dica

Se você estiver definindo a opção em runtimeconfig.json, especifique um valor decimal. Se você estiver definindo a opção como uma variável de ambiente, especifique um valor hexadecimal. Por exemplo, para limitar o uso de heap em 30%, os valores a serem preenchidos seriam 30 no arquivo JSON e 0x1E ou 1E na variável de ambiente.

Alto percentual de memória

A carga de memória é indicada pelo percentual de memória física em uso. Por padrão, quando a carga de memória física atinge 90%, a coleta de lixo se torna mais agressiva realizando coletas de lixo completas e compactadas para evitar a paginação. Quando a carga de memória está abaixo de 90%, ao realizar coletas de lixo completas o GC favorece as coletas em segundo plano, que têm pausas mais curtas, mas não reduzem muito o tamanho total do heap. Em computadores com uma quantidade significativa de memória (80 GB ou mais), o limite de carga padrão fica entre 90% e 97%.

O limite de carga de memória alta pode ser ajustado pela variável de ambiente DOTNET_GCHighMemPercent ou pela configuração JSON System.GC.HighMemoryPercent. Considere ajustar o limite se você quiser controlar o tamanho do heap. Por exemplo, para o processo dominante em um computador com 64 GB de memória, é razoável que o GC comece a reagir quando há 10% de memória disponível. Mas para processos menores, por exemplo, um processo que consome apenas 1 GB de memória, o GC pode ser executado confortavelmente com menos de 10% de memória disponível. Para esses processos menores, considere definir um limite mais alto. Por outro lado, se você quiser que processos maiores tenham tamanhos de heap menores (mesmo quando há muita memória física disponível), a redução desse limite é uma forma eficaz de fazer com que o GC reaja mais cedo a fim de compactar o heap e diminuí-lo.

Observação

Para processos em execução em um contêiner, o GC considera a memória física com base nos limites do contêiner.

Nome da configuração Valores Versão introduzida
runtimeconfig.json System.GC.HighMemoryPercent Valor decimal .NET 5
Variável de ambiente COMPlus_GCHighMemPercent Valor hexadecimal .NET Core 3.0
.NET Framework 4.7.2
Variável de ambiente DOTNET_GCHighMemPercent Valor hexadecimal .NET 6

Dica

Se você estiver definindo a opção em runtimeconfig.json, especifique um valor decimal. Se você estiver definindo a opção como uma variável de ambiente, especifique um valor hexadecimal. Por exemplo, para definir o limite de memória alto como 75%, os valores preenchidos seriam 75 no arquivo JSON e 0x4B ou 4B na variável de ambiente.

Reter VM

  • Configura se os segmentos que devem ser excluídos são colocados em uma lista de espera para uso futuro ou liberados de volta para o SO (sistema operacional).
  • Padrão: liberar segmentos de volta para o sistema operacional. Isso é equivalente a definir o valor como false.
Nome da configuração Valores Versão introduzida
runtimeconfig.json System.GC.RetainVM false – Liberar para o SO
true – Colocar em espera
.NET Core 1.0
Propriedade do MSBuild RetainVMGarbageCollection false – Liberar para o SO
true – Colocar em espera
.NET Core 1.0
Variável de ambiente COMPlus_GCRetainVM 0 – Liberar para o SO
1 – Colocar em espera
.NET Core 1.0
Variável de ambiente DOTNET_GCRetainVM 0 – Liberar para o SO
1 – Colocar em espera
.NET 6

Exemplos

Arquivo runtimeconfig.json:

{
   "runtimeOptions": {
      "configProperties": {
         "System.GC.RetainVM": true
      }
   }
}

Arquivo de projeto:

<Project Sdk="Microsoft.NET.Sdk">

  <PropertyGroup>
    <RetainVMGarbageCollection>true</RetainVMGarbageCollection>
  </PropertyGroup>

</Project>

Páginas grandes

  • Especifica se páginas grandes devem ser usadas quando um limite rígido de heap é definido.
  • Padrão: não use páginas grandes quando um limite rígido de heap for definido. Isso é equivalente a definir o valor como 0.
  • Essa é uma configuração experimental.
Nome da configuração Valores Versão introduzida
runtimeconfig.json N/D N/D N/D
Variável de ambiente COMPlus_GCLargePages 0 -desabilitado
1 – Habilitado
.NET Core 3.0
Variável de ambiente DOTNET_GCLargePages 0 -desabilitado
1 – Habilitado
.NET 6

Permitir objetos grandes

  • Configura o suporte ao coletor de lixo em plataformas de 64 bits para matrizes maiores que 2 GB (gigabytes) de tamanho.
  • Padrão: o GC dá suporte a matrizes maiores que 2 GB. Isso é equivalente a definir o valor como 1.
  • Essa opção pode se tornar obsoleta em uma versão futura do .NET.
Nome da configuração Valores Versão introduzida
runtimeconfig.json N/D N/D N/D
Variável de ambiente COMPlus_gcAllowVeryLargeObjects 1 – Habilitado
0 -desabilitado
.NET Core 1.0
Variável de ambiente DOTNET_gcAllowVeryLargeObjects 1 – Habilitado
0 -desabilitado
.NET 6
app.config para .NET Framework gcAllowVeryLargeObjects 1 – Habilitado
0 -desabilitado
.NET Framework 4.5

Limite de heap de objeto grande

  • Especifica o tamanho do limite, em bytes, que faz com que os objetos acessem o LOH (heap de objetos grandes).
  • O limite padrão é de 85.000 bytes.
  • O valor especificado deve ser maior que o limite padrão.
Nome da configuração Valores Versão introduzida
runtimeconfig.json System.GC.LOHThreshold Valor decimal .NET Core 1.0
Variável de ambiente COMPlus_GCLOHThreshold Valor hexadecimal .NET Core 1.0
Variável de ambiente DOTNET_GCLOHThreshold Valor hexadecimal .NET 6
app.config para .NET Framework GCLOHThreshold Valor decimal .NET Framework 4.8

Exemplo:

{
   "runtimeOptions": {
      "configProperties": {
         "System.GC.LOHThreshold": 120000
      }
   }
}

Dica

Se você estiver definindo a opção em runtimeconfig.json, especifique um valor decimal. Se você estiver definindo a opção como uma variável de ambiente, especifique um valor hexadecimal. Por exemplo, para definir um tamanho limite de 120.000 bytes, os valores preenchidos seriam 120.000 no arquivo JSON e 0x1D4C0 ou 1D4C0 na variável de ambiente.

GC autônomo

  • Especifica um caminho para a biblioteca que contém o coletor de lixo que o runtime pretende carregar.
  • Para obter mais informações, confira o Design de carregador do GC autônomo.
Nome da configuração Valores Versão introduzida
runtimeconfig.json N/D N/D N/D
Variável de ambiente COMPlus_GCName string_path .NET Core 2.0
Variável de ambiente DOTNET_GCName string_path .NET 6

Conservar memória

  • Configura o coletor de lixo para conservar a memória às custas de coletas de lixo mais frequentes e possivelmente tempos de pausa mais longos.
  • O valor padrão é 0 – isso não implica nenhuma alteração.
  • Além do valor padrão 0, são aceitos valores entre 1 e 9 (inclusive). Quanto maior o valor, mais o coletor de lixo tenta conservar a memória e, portanto, manter o heap pequeno.
  • Se o valor for diferente de zero, o heap de objetos grandes será compactado automaticamente se tiver muita fragmentação.
Nome da configuração Valores Versão introduzida
runtimeconfig.json N/D N/D N/D
Variável de ambiente COMPlus_GCConserveMemory 0 -9 .NET Framework 4.8
Variável de ambiente DOTNET_GCConserveMemory 0 -9 .NET 6
app.config para .NET Framework GCConserveMemory 0 -9 .NET Framework 4.8

Exemplo de arquivo app.config:


<configuration>
  <runtime>
    <GCConserveMemory enabled="5"/>
  </runtime>
</configuration>

Dica

Experimente com diferentes números a fim de ver qual valor funciona melhor para você. Comece com um valor entre 5 e 7.